Notícias do mercado de Outsourcing de Impressão

Ex-CEO da HP recebe mais de US$ 9,6 milhões em indenizações

Reder Faustino">Reder Faustino

O ex-CEO da Hewlett-Packard (HP), Leo Apotheker, vai receber 7,2 milhões de dólares por ter sido demitido do cargo na semana passada. Além disso, Apotheker ainda deve ganhar um bônus de desempenho de 2,4 milhões e benefícios adicionais, de acordo com documentos oficiais da Comissão de Seguros e Trocas na última quinta-feira (29/Set/11).

Apotheker foi demitido do cargo mais alto da HP depois de passar 11 meses de serviço. A ex-CEO do eBay, Meg Whitman, assumiu a função e deve receber um salário base de apenas um dólar por ano, segundo documentos regulatórios.

Apotheker tomou diversas decisões que estimularam críticas, incluindo a separação da divisão de computadores da HP, que foi anunciada antes de empresa ter encontrado compradores. A HP não atingiu as metas financeiras nos últimos nove meses e as ações da empresa cairam pela metade durante a gestão de Apotheker.

Além da indenização e do bônus por desempenho, o ex-CEO foi premiado com ações da empresa no valor de 3,5 milhões de dólares, de acordo com os documentos oficiais. Apotheker também pode receber fundos para se mudar de volta para a França ou Bélgica, e pode ganhar até 300.000 dólares por qualquer perda que ele enfrente ao vender sua casa na Califórnia.

Quando o ex-CEO assumiu o cargo, o contrato com a empresa previa um salário base de 1,2 milhão de dólares e um bônus anual variável entre 200 e 500 por cento. Ele recebeu milhares de ações durante sua gestão.

Apotheker também ganhou 4 milhões de dólares como bônus de posse e 4,6 milhões de dólares para a relocação de despesas e outros pagamentos.

A HP também revelou um pacote de compensação para Whitman na última quinta-feira. Como alguns outros CEOs de destaque, ela receberá um salário base anual de um dólar. Ela também terá a opção de comprar mais de 1,9 milhão de ações da empresa, mas muitas delas só poderão ser aproveitadas pela atual CEO da HP se valorizarem consideravelmente. O bônus de Whitman para 2012 vai variar entre 2,4 milhões e 6 milhões de dólares.

Na época em que Apotheker assumiu, a HP tinha acabado de concordar em pagar mais de 12 milhões de dólares ao ex-CEO da empresa Mark Hurd. Ele foi forçado a deixar o cargo em seguida após acusações de assédio sexual de uma ex-consultora de marketing da empresa. Seu pagamento foi de cerca de metade do salário pago a Carly Fiorina, outra ex-CEO da HP, que ganhava mais de 21 milhões de dólares quando foi forçada a sair da HP em 2005.

Fonte: IDG Now [Nancy Gohring] :: http://idgnow.uol.com.br/

0 Comments

Leave a Comment