Notícias do mercado de Outsourcing de Impressão

Governo do Paraná faz licitação para serviço de cópias e impressões

O Governo do Paraná fará no próximo dia 23/Set/11 a licitação para os serviços de reprografia (fotocópias, impressões e digitalizações) para todos os setores da administração estadual, o que vai garantir mais eficiência e economia para o Estado. A sessão pública do pregão está marcada para as 9h30, no auditório do Palácio das Araucárias, e é aberta à participação de qualquer empresa do ramo regularmente inscrita no cadastro de licitantes do Estado.

A licitação será dividida em lotes regionalizados, para dar maior competitividade e oportunidade de participação às empresas de menor porte do interior do estado.

“Economia e eficiência são os pontos centrais dessa nova licitação, deixando clara nossa forma de administrar o Estado: combatendo o desperdício, ampliando as oportunidades de participação no Governo e respeitando o cidadão paranaense”, afirmou o governador Beto Richa, ao assinar a autorização a abertura do edital.

O valor máximo da cópia em preto e branco foi fixado em R$ 0,077 para licitação. Cópias coloridas terão custo máximo de R$ 0,40, e grandes formatos, R$ 2,70. Os valores representam menos da metade dos preços médios resultantes da licitação feita em 2010, quando o custo médio nos equipamentos monocromáticos era de R$ 0,1267, nos policromáticos era R$ 1,85, e grandes formatos, R$ 5,16.

Apesar do aumento na produção mensal, que passou de 6,2 para 6,9 milhões de cópias, o custo médio mensal do serviço será, no mínimo, 26% mais baixo do que o contratado pela administração anterior. A nova licitação, pelo prazo de 4 anos, prevê um custo máximo de R$ 38 milhões, que deverá ser reduzido na disputa entre os participantes do pregão.

Ao contrário da licitação em lote único, que torna praticamente inviável a participação de empresas menores, dessa vez a contratação será regionalizada em oito lotes, um para cada região do Estado (sete deles para equipamentos monocromáticos e, por conta da demanda, a Região Metropolitana de Curitiba e o Litoral formarão um lote separado, com equipamentos policromáticos e para impressões em grandes formatos).

A licitação do período anterior estabeleceu uma franquia mensal de mais de 8 milhões de cópias mensais, que o Governo do Estado pagava à empresa contratada mesmo que não utilizasse essa quantia de cópias. De fato, não utilizava. Mesmo assim, pagava-se o valor pleno à empresa.

O fim da franquia foi um avanço decisivo, afirma o secretário da Administração e Previdência, Luiz Eduardo Sebastiani. “Com esse novo modelo de contratação, o Governo do Paraná terá ganhos de eficiência significativos, com um importante estímulo à participação de empresas locais nas diferentes regiões do Estado”.

Licitação será feita por pregão presencial, com registro de preços

A licitação será feita na modalidade pregão presencial, e a contratação será feita pelo sistema de registro de preços – em que o Governo contrata o serviço conforme as reais necessidades, pelo preço original oferecido pelo vencedor da licitação (menor preço), sem reajustes pelo prazo de 12 meses, com correções posteriores pré-estabelecidas no edital.

O edital completo está disponível no site www.comprasparana.pr.gov.br. As empresas interessadas e todos os cidadãos paranaenses poderão consultar relatórios completos das cotas de cada órgão da administração, que são resultado de ampla consulta feita pela Secretaria de Administração junto aos órgãos para determinação de quantitativos e o perfil de estimativa de produção.

As compras feitas pelo sistema de registro de preços favorecem a economia de recursos públicos. Em vez de comprar tudo de uma vez, o Estado vai pagando pelo serviço que efetivamente necessitar ao longo do tempo de duração do contrato, inclusive reduzindo o uso de cópias em relação ao volume que foi estimado.

Novo modelo descentralizado vai atender melhor a estrutura do Governo

Haverá um aumento no número de equipamentos disponíveis para a prestação do serviço. Atualmente são 961 máquinas monocromáticas, 29 policromáticas e uma “plotter” para grandes formatos. Os novos contratos vão somar 1.126 monocromáticas e 69 policromáticas, com várias possibilidades de formatos e qualidades de impressão. Os equipamentos estarão espalhados nos 134 municípios que compõem os 8 lotes da licitação.

Haverá avanços tecnológicos, pois os novos equipamentos serão multifuncionais, acrescentando os serviços de digitalização, além dos serviços de reprodução e impressão. Também estarão incluídos no contrato os suprimentos (exceto papel), a manutenção das máquinas, e o fornecimento de software para o monitoramento e a gestão do serviço contratado. O contrato será firmado por 48 meses, com previsão expressa de reposição dos equipamentos desatualizados tecnologicamente. “A estrutura de trabalho do governo estadual terá ganhos econômicos e tecnológicos”, explica o secretário Luiz Eduardo Sebastiani.

Custos começaram a cair com contrato emergencial

A nova gestão já havia melhorado significativamente as condições de custo desse serviço quando a Secretaria da Administração realizou contrato emergencial de 180 dias visando a preparação do novo edital com dentro de um novo modelo que prioriza a economicidade e qualidade. Mesmo nesse contrato emergencial eliminou-se a franquia mensal, pagando tão somente pelo o valor efetivamente utilizado.

Além disso, os valores unitários médios das cópias foram reduzidos, de R$ 0,1588 para R$ 0,1175 no serviço preto-e-branco, de R$ 1,85 para R$ 1,71 no policromático, e R$ 5,16 para R$ 4,78 nos grandes formatos (plotter).

Licitação por lotes aumenta competitividade

– Lote 01 – Região Leste – Curitiba, Região Metropolitana e Litoral; 568 equipamentos.

– Lote 02 – Região Centro Sul – Ponta Grossa, Irati,Tibagi e municípios circunvizinhos; 62 equipamentos.

– Lote 03 – Região Norte/Norte Pioneiro – Londrina, Cornélio Procópio,Jacarezinho, Ivaiporã e municípios circunvizinhos; 154 equipamentos.

– Lote 04 – Região Norte/Noroeste – Maringá, Paranavaí, Umuarama, Campo Mourão e municípios circunvizinhos; 143 equipamentos.

– Lote 05 – Região Oeste – Cascavel, Foz do Iguaçú e municípios circunvizinhos; 83 equipamentos.

– Lote 06 – Região Sudoeste/Centro Oeste – União da Vitória, Guarapuava, Laranjeiras do Sul e municípios circunvizinhos; 59 equipamentos.

– Lote 07 – Região Sudoeste – Pato Branco, Francisco Beltrão e Dois Vizinhos e municípios circunvizinhos; 57 equipamentos.

– Lote 08 – Região Leste – Curitiba e Paranaguá; 69 equipamentos (64 policromáticos e 5 plotter).

REDUÇÃO NOS VALORES DAS CÓPIAS

cópia P/B policromático plotter

licitação da gestão anterior 0,1267 1,85 5,16

contrato emergencial 2011 0,1175 1,71 4,78

nova licitação 0,07 0,40 2,70

Fonte: Agência de Notícias do Estado do Paraná :: http://www.aen.pr.gov.br/

0 Comments

Leave a Comment