Notícias do mercado de Outsourcing de Impressão

Low Cost tem SLA para o descarte responsável de insumos

Os fornecedores de outsourcing de impressão em todo o mundo possuem grandes responsabilidades ambientais. Além de trabalharem com muitas folhas de papel, estas empresas lidam com grande quantidade de impressoras e outros equipamentos, fadados a se transformar em “lixo eletrônico” ao final da vida útil.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos foi sancionada pelo Governo Federal em 02/Ago/10, estabelecendo diretrizes sobre a responsabilidade das empresas na correta destinação dos resíduos provenientes do serviço que executam.

“Na Low Cost, existe uma preocupação em seguir à risca esta determinação e incentivamos, inclusive, nossos clientes, para que adotem o mesmo tipo de atitude, ajudando a disseminar a cultura de destinar os resíduos sólidos de forma responsável, reduzindo os impactos ambientais das atividades empresariais”, revela Francis Safi, diretor da Low Cost.

Quando o usuário faz o descarte, ele pode fazê-lo de forma inadequada, deixando o insumo usado no lixo ou esquecido em outro local. A melhor forma de controlar a destinação dos resíduos sólidos é por meio da logística reversa. No caso das operadoras de outsourcing de impressão, consiste em recolher estes insumos e devolvê-los a um centro de remanufaturamento ou descarte, normalmente associado ao próprio fabricante destes insumos.

“Nossa responsabilidade só termina depois que os insumos são corretamente destinados, ao atingir o fim de sua vida útil”, complementa Francis Safi. “Na Low Cost, fazemos questão de contribuir para que esse progresso continue e por isso, da mesma forma que temos SLA para a entrega dos insumos nos clientes, por exemplo, temos para o descarte dos mesmos, sempre que é preciso uma substituição”, finaliza Francis Safi.

Conheça alguns trechos importantes da lei:

“XII – logística reversa: instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada”

Art. 30. É instituída a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos, a ser implementada de forma individualizada e encadeada, abrangendo os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes, os consumidores e os titulares dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos, consoante as atribuições e procedimentos previstos nesta.

Art. 33. São obrigados a estruturar e implementar sistemas de logística reversa, mediante retorno dos produtos após o uso pelo consumidor, de forma independente do serviço público de limpeza urbana e de manejo dos resíduos sólidos, os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de: …VI – produtos eletroeletrônicos e seus componentes.

Fonte: Assessoria de Imprensa Low Cost :: http://www.lowcost.com.br/

0 Comments

Leave a Comment