Notícias do mercado de Outsourcing de Impressão

Oito dicas para comprar uma impressora LED/LASER

Por Érico Tooru Tanji, analista de Comunicação e Sustentabilidade da OKI Printing Solutions do Brasil

Em meio a tantas marcas, vários recursos, novidades e infinitas opções, normalmente, o consumidor tem muitas dúvidas na hora de adquirir uma impressora, seja para home office ou empresas de médio e grande porte.
Pensando nesse dilema, apresento algumas dicas aos interessados em comprar uma impressora LED/Laser, principalmente em situações em que a sua demanda de impressão não está sendo atendida por uma impressora jato de tinta, quanto ao seu volume e qualidade.

1. Por onde começar a avaliação?

Uma impressora LED/Laser possui especificação apropriada para usuários com a necessidade de imprimir mais de 500 páginas mensais, porque, na grande maioria dos cartuchos que são utilizados nas impressoras a jato de tinta, o rendimento não alcança este patamar, inclusive porque os equipamentos dotados da tecnologia LED/Laser possuem uma concepção mais robusta, a fim de oferecer durabilidade apropriada em atendimento a trabalhos com maiores volumes de impressões. Em conseqüência os equipamentos LED/Laser também oferecem uma maior velocidade de saída das impressões, o que contribui com a maior produtividade em um mesmo período de tempo.

2. Como verificar o meu volume de impressão demandado?

A segunda dica é obter os parâmetros do volume de impressão atual e sua perspectiva de aumento, como forma de avaliar qual impressora deve adquirir. Uma das formas é conferir o contador do equipamento, que, normalmente, é um item descrito na lista de status impresso e visível ao selecionar o menu no display (LCD). Em outras impressoras este contator está acessível via “status monitor”, na maioria das vezes um recurso opcional do programa “driver” da impressora, instalado na estação de trabalho local. Outra forma simples, porém eficiente, para mensurar a sua demanda de impressão, é contar o número de papel impresso no período, ou seja, quantas folhas ou resmas de papel são consumidas semanalmente ou mensalmente.

Atualmente encontrarmos impressoras LED/Laser acompanhadas de softwares que coletam dados detalhados da contagem de impressões, inclusive gerando relatórios em relação ao arquivo impresso, nome do usuário, grupo a que pertence, área de cobertura impressa, formato de papel etc.

3. Qual é o porte de impressora que devo procurar?

Uma vez determinado o seu volume de impressão durante o período, podemos procurar uma impressora LED/Laser que comporte o ciclo de impressão no mesmo espaço de tempo, normalmente apresentado pelas fabricantes como ciclo mensal. Porém, é preciso atentar que o número do ciclo mensal de uma impressora representa a sua capacidade máxima de impressão durante o período. Portanto, para evitar a rápida depreciação, é aconselhável selecionar um equipamento com o valor do ciclo mensal pelo menos 50% superior ao seu real volume de impressão demandado.

4. Quais são os pontos qualitativos a serem avaliados?

Outra avaliação é quanto às necessidades de qualidade e durabilidade do documento a ser impresso. As impressoras LED/Laser operam por meio de uma tecnologia conhecida como processo eletrográfico à seco de impressão, que se caracteriza pela utilização de um pó extremamente fino chamado toner, que é transferido ao papel e, posteriormente, fundido ao mesmo. O documento impresso em uma LED/Laser possui maior durabilidade em comparação às impressoras jato de tinta, devido à composição sólida do toner.

5. Impressora colorida ou monocromática?

Com a identificação das necessidades qualitativas, chega o momento de avaliar a necessidade de utilização de cores impressas. Atualmente, existem opções de impressoras coloridas LED/Laser com a relação custo/benefício bastante interessante. A maioria dos documentos podem ser impressos em equipamentos monocromáticos, porém, nota-se que o impacto visual e identificação de qualidade é muito maior em uma impressão colorida.

Quando a impressão é colorida, normalmente surge a preocupação quanto ao aumento de custos no ambiente corporativo, devido à disponibilidade desta opção por qualquer usuário com acesso ao equipamento. Neste caso, o consumidor deve procurar equipamentos que ofereçam softwares que estabelecem regras de restrições para o usuário em rede para as impressões coloridas.

6. Quais os fatores influenciam a performance da impressora?

Caso seus trabalhos incluam a impressão de imagens, necessidade de grampeamento e dobra ou, ainda, demandem qualidade gráfica, com o uso de perfis de cores para diversos tipos de mídias e gramaturas (g/m2), você precisa de um equipamento de alta performance, ou seja, recursos como velocidade de impressão superior; bandejas com maior capacidade de acondicionamento de papel; alta capacidade de processamento de dados e que proporcione qualidade de acabamento impresso.

A antecipada averiguação de outros fatores, como a capacidade da infraestrutura da rede de computadores e o aterramento da própria rede elétrica, são necessários para que não influenciem no desempenho dos equipamentos. *: Não é aconselhável utilizar no-breaks para alimentar impressoras LED/Laser.

7. A opção multifuncional

Interessante também é verificar a existência de outras necessidades em seu ambiente de trabalho ou doméstico, ou seja, fazer as seguintes avaliações: necessidade de cópias de originais ou documentos impressos, digitalizar imagens para arquivar dados eletrônicos, encaminhar e receber documentos via FAX e compartilhar o equipamento com outros usuários.

Neste caso, procure por equipamentos multifuncionais que integram os recursos de cópia direta, scanner para digitalizações, FAX via linha telefônica e servidor interno de impressão para compartilhamento na rede de computadores.

8. Quanto aos consumíveis?

O importante quando falamos de cartuchos para impressoras é atentar ao número declarado pelo fabricante. Todos os fabricantes apresentam o rendimento do cartucho com base na norma técnica reconhecida pela ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas. No caso dos cartuchos para impressoras Laser/LED monocromáticas a norma é a ABNT NRB ISO/IEC 19.752:2006 (equivalente a ISO/IEC 19.752:2004), e para as impressoras Laser/LED coloridas a norma é a ABNT NBR ISO/IEC 19798:2009 (equivalente a ISO/IEC 19798:2008).

Aproveite as dicas e pesquise sempre antes de comprar o equipamento ideal para sua empresa ou residência.

Fonte: Portal Segs [Mariana Azevedo] :: http://www.segs.com.br/

0 Comments

Leave a Comment